Associação de Catadores ganhou um espaço maior

Um ato simbólico de entrega oficial foi realizado no final da tarde do dia 12/12. O novo espaço tem 540 m2 com uma estrutura melhor para o uso da Associação de Catadores Cidadania Sustentável.

 

Com a evolução do processo de coleta seletiva no município, o pavilhão antigo, que abrigava a Associação na Av. Brasil, 3.279, de 375 m2, já não dava mais conta do material descartado pela comunidade. O novo espaço tem 540 m2, praticamente ao lado do antigo, no bairro Hermany. Ambos imóveis locados da família Rizzi, de Henrique Raul Rizzi e de Jordano Miguel Rizzi, respectivamente.

A Administração Municipal, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, realizou algumas adequações no local, como janelas, colocação de britas para o acesso, construção em alvenaria de escritório, banheiro com chuveiro e refeitório/cozinha. “Entre tudo o que foi feito aqui, nossos investimentos foram de aproximadamente R$ 40 mil”, revelou o prefeito Abel Grave.

Na cerimônia realizada para inaugurar o novo espaço, estavam presentes os secretários municipais Valdir Lagemann, Érico Pimentel Nogueira, Carlota Artmann e Vanderlei Santos de Souza, servidores municipais, integrantes da Associação, equipe da Inatec Social da Universidade de Cruz Alta, que desenvolve o Projeto Profissão Catador, bióloga Sônia Lima (responsável técnica pelo licenciamento ambiental da área) e convidados.

No uso da palavra, Tamara Rocha, assistente social do Projeto Profissão Catador, fez um reconhecimento ao apoio do poder público municipal. “Há pouco tempo, estivemos num evento em Itaara, eu, o seu Valdir e a Juçara. A Associação de Ibirubá virou um case de sucesso. Foi fantástico. Todos ficaram surpresos e fascinados pelo trabalho desenvolvido no município de Ibirubá, pois nem todas as Associações, formadas em outros municípios pelo Profissão Catador, têm apoio e respaldo do poder público municipal como o Projeto tem aqui em Ibirubá”, falou Tamara

A presidente da Associação Juçara Martins fez um depoimento, emocionado e motivado, resgatando o início de toda história. “Quando fui procurada pelo seu Valdir para criarmos um grupo para termos mais oportunidades de trabalho com a nossa profissão (de catadores), muitos falavam que isso não ia dar em nada. Era uma febre… e logo ia passar. Três anos depois, estamos aqui, com 24 pessoas, tirando o nosso sustento deste trabalho. Agradecemos ao prefeito Abel e toda equipe da Prefeitura pelo apoio e auxílio que sempre tivemos, e à Tamara pela ajuda sempre que precisamos. Em nossas viagens de estudo, quando participamos de encontros em outros locais, vemos que a maioria das Associações não tem o apoio do poder público”, revelou Juçara.

O prefeito Abel falou de sua satisfação pessoal em comemorar mais uma conquista, que tem proporcionado melhor qualidade de vida às pessoas do município, no caso as 24 pessoas que integram a Associação. “A nossa intenção é sempre procurar melhorar. Temos uma emenda parlamentar cadastrada do deputado federal Henrique Fontana no valor de R$ 120 mil para aquisição de uma esteira para a Associação. Assumo aqui o compromisso de que, se não se efetivar a emenda em 2019, o Município de Ibirubá vai comprar a esteira com investimentos próprios para facilitar e qualificar ainda mais a estrutura da Associação e continuar garantindo a oportunidade de trabalho de vocês”, garantiu o prefeito Abel.

Além dos investimentos no novo pavilhão, em 1º de outubro deste ano, o Município emitiu o Decreto nº 4.303/2018, que outorga permissão de uso de um veículo Kombi Escolar, ano 2010, cor branca, à Fundação Universidade de Cruz Alta, para uso junto à Associação de Catadores.

Assim, em seguida ao ato inaugural, a Administração Municipal entregou a chave do veículo para a presidente Juçara e cópia do Decreto para a Tamara, da Universidade de Cruz Alta.

 

Breve relato do início da Associação até os dias atuais

Em julho de 2015, a então Administração Municipal, de Carlos Jandrey e Francisco Rogério Rebelato, recebeu a visita da coordenação do Projeto Profissão Catador, convidando o município de Ibirubá a se engajar ao Projeto, de iniciativa da Universidade de Cruz Alta.

Diante do que foi apresentado, o Executivo acenou positivamente o interesse na implementação do Projeto no município, vindo ao encontro dos projetos do Departamento do Meio Ambiente em relação à questão do lixo em Ibirubá. À época, coordenado por Valdir Lagemann.

A partir de então, várias reuniões, estudos e processos se iniciaram. Ao final de 2015, uma Associação de Catadores foi criada oficialmente, reunindo os profissionais catadores do município. A Administração Municipal alugou e adequou o primeiro pavilhão para ser a sede da entidade, com inauguração em abril de 2016, mantendo mensalmente a Associação com os custos de aluguel, luz, água e transporte dos profissionais catadores. E ainda adquiriu três equipamentos: prensa, picotadeira de papel e balança.

Logo em seguida, no mês de maio, se iniciou a Coleta Seletiva no município, conclamando a comunidade para efetuar a separação do lixo seco do lixo molhado já nas residências e nos estabelecimentos em embalagens separadas. O recolhimento do material descartado pela população seria coletado pela empresa terceirizada responsável e destinado o material seco reciclável à Associação e o que não fosse, para o Aterro Sanitário na Linha Duas.

Hoje, dezembro de 2018, com engajamento da comunidade, ajustes na dinâmica do recolhimento, empenho e esforços do poder público municipal, a proposta da atual Administração, de Abel Grave e Alberi Behnen, continua sendo imprimir um cenário ambiental sustentável e social ao nosso município.

Os custos continuam sendo mantidos com recursos do caixa da Prefeitura Municipal, visando mais qualidade de vida das pessoas que moram em Ibirubá, com menos dejetos sendo jogados no meio ambiente, e oportunizando geração de renda às 24 famílias que participam da Associação.

Ainda, o poder público municipal continua disponibilizando o atendimento do assistente social do CRAS Fábio Gelain Cocco aos integrantes da Associação. E a Unicruz, através do Projeto Profissão Catador, disponibiliza uma assessoria contínua à Associação.

Magda Pimentel

Assessoria de Imprensa

imprensa@ibiruba.rs.gov.br

Administração 2017-2020